Corinthians e Caixa assinam novo acordo sobre a Neo Química Arena
Clube informou que já pagou mais de R$ 165 milhões desde o início da quitação do antigo acordo
Da dívida total de R$ 611 milhões com a Caixa, 300 milhões será pago pela Neo Química e 311 milhões pelo Corinthians

29 de Julho de 2022 - 10h42
Na noite desta segunda-feira (25), o Corinthians e a Caixa Econômica Federal assinaram um novo acordo para pagamento da Neo Química Arena. E muitos torcedores ficaram em dúvida de quanto será o valor real que o Corinthians vai pagar no final do contrato.

O valor total da dívida é de R$ 611 milhões e sofrerá reajuste anual de CDI, R$ 300 milhões desse valor será pago com a receita proveniente da venda dos naming rights para a Hypera Pharma (Neo Química), que foi negociada em 2020, com valor corrigido anualmente pelo IGPM índice que é maior que o CDI. Já o Corinthians ao final do contrato pagará um valor total de R$ 416 milhões de reais, do qual 311 milhões é da dívida e 105 milhões de juros total.

O parcelamento anual terá duração até 2041, sendo os dois primeiros anos (2023 e 2024) para pagamento dos juros, e os seguintes destinados a quitar a amortização principal. Como o Timão recebe anualmente R$ 15 milhões (valor sempre corrigido pelo IGP-M) da Hypera Pharma, as parcelas que o Corinthians terá de arcar serão de aproximadamente R$ 17 a 18 milhões por ano.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®