Vereador de Itapevi é assassinado ao chegar em casa vindo da Igreja
Denis Lucas tinha 47 anos e deixa esposa e uma filha. Ele foi alvejado por volta das 22h desta quarta
Denis Lucas estava em seu segundo mandato na Câmara Municipal de Itapevi

18 de Novembro de 2021 - 16h35
O vereador de Itapevi, Denis Lucas (Republicanos), foi assassinado a tiros quando chegava em casa, na Avenida Brasil, centro da cidade, por volta das 22h desta quarta-feira (17). Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o crime ocorreu após ele estacionar o carro na garagem. Testemunhas informaram que o viram estacionando e em seguida escutaram tiros e o encontraram caído. “Guardas municipais foram acionados para atenderem a ocorrência e, no endereço indicado, encontraram a vítima sem sinais vitais. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou o óbito”, informou a SSP-SP, por meio de nota.

De acordo com a secretaria, um celular, peças de roupa, uma Bíblia e uma garrafa de plástico foram apreendidos para perícia. O caso foi registrado como homicídio. “Recebi a triste notícia que o vereador e amigo Denis foi vítima de possível latrocínio e, infelizmente, veio a óbito. Um cara do bem, que lutava pela defesa dos valores cristãos e da família, membro da Igreja Universal do Reino de Deus, e que também fazia um grande trabalho social e de evangelização. Meus sentimentos a todos amigos e parentes”, escreveu o prefeito Igor Soares, nas redes sociais.

Denis Lucas tinha 47 anos e deixa esposa e uma filha. Ele estava em seu segundo mandato na Câmara Municipal de Itapevi. No legislativo, fazia parte de duas comissões permanentes: Finanças e Orçamento e Fiscalização e Controle, responsáveis por apreciar, acompanhar e fiscalizar projetos de leis da cidade. Ele também era vice-presidente da comissão temporária de segurança pública e cultura de paz. Antes de ser eleito, trabalhou por cinco anos como conselheiro tutelar do município. Ainda não há informações sobre quantas pessoas agiram no momento do crime, assim como se o parlamentar teria reagido ao assalto.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®