Alexandre de Moraes determina operação da PF contra Sergio Reis
Vale lembrar que o ministro é relator do inquérito do STF que apura atos antidemocráticos
Ao todo, foram autorizados 29 mandados de busca por manifestações contra as instituições

20 de Agosto de 2021 - 08h46
O cantor Sérgio Reis e o deputado Otoni de Paula são alvos de buscas e apreensão da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 20. Os mandados foram expedidos pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, e atende a pedido da PGR. Ao todo, foram autorizados 29 mandados de busca por manifestações contra as instituições. Os agentes da PF estão em endereções ligados a Sérgio Reis e Otoni de Paula em seis Estados: Distrito Federal, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Ceará e Paraná. De acordo com a nota da PF, “o objetivo das medidas é apurar o eventual cometimento do crime de incitar a população, através das redes sociais, a praticar atos violentos e ameaçadores contra a democracia, o Estado de Direito e suas Instituições, bem como contra os membros dos Poderes”.

Na última semana, Sérgio Reis foi alvo de críticas após vazar um áudio em que ele defendia a paralisação dos caminhoneiros como forma de pressionar o Senado Federal a afastar os ministros do STF. Com a repercussão, subprocuradores pediram à PGR que uma investigação fosse aberta. Já Otoni de Paulo já foi denunciado pela PGR ao Supremo em julho do ano passado por possíveis crimes de difamação, injúria e coação após gravação de dois vídeos com ataques e ofensas ao ministro Alexandre de Moraes. Na gravação, ele é chamado de “lixo, tirano e canalha”. Vale lembrar que o ministro é relator do inquérito do STF que apura atos antidemocráticos.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®