Brasil tem saldo de 782 mil empresas abertas em meio à crise
Registro de CNPJs cresce 6% no segundo quadrimestre do ano, na comparação com 2020
O saldo é resultado de 1.114.233 de novos empreendimentos abertos ante 331.569 fechados

18 de Setembro de 2020 - 17h20
O Brasil abriu 782.664 empresas entre maio e agosto deste ano, alta de 6% em relação ao primeiro quadrimestre de 2020 e 2% quando comparado com o mesmo período do ano passado, informou o Ministério da Economia na manhã desta quinta-feira, 17. O saldo é resultado de 1.114.233 novos empreendimentos abertos ante 331.569 fechados. O número de CNPJs encerrados no segundo quadrimestre de 2020 é 6,6% menor do registrado nos quatro primeiros meses do ano e 17,1% em paralelo ao mesmo período do ano passado. No total, o país possui 19.289.824 empresas ativas. Os negócios considerados micro-empreedimento individual (MEI) lideraram o movimento de abertura, com 889.712 novos CNPJs, representando 79% de todos que foram registrados no segundo quadrimestre, e atualmente são 55,4% de todos os empreendimentos em atividade no país.

“O processo de crescimento tem diversos fatores, como a redução da burocracia, mudança no padrão de consumo, abertura de novos mercados e o cenário econômico como um todo”, afirma o secretário adjunto de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Gleisson Rubin. As empresas do segmento varejista de vestuário e acessórios lideram a abertura de empreendimentos, com 68.711 novos negócios no segundo quadrimestre de 2020, seguida por promoção de vendas, com 51.153 empresas, e fornecimento de alimentos e refeições, com 43.378 novos CNPJs.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®