Mais de 320 mil cestas de alimento foram distribuídas a indígenas
A expectativa é alcançar, nos próximos dias, a marca de 500 mil cestas entregues
A expectativa é alcançar, nos próximos dias, a marca de 500 mil cestas entregues, beneficiando mais de 154 mil famílias

15 de Julho de 2020 - 19h44
A aldeia Fortaleza Mura que fica em Itacoatiara, no Amazonas, recebeu 90 cestas de alimentos como parte das ações do Governo Federal para amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. As cestas foram distribuídas às 55 famílias que vivem no local e somam mais de 150 indígenas.

Os integrantes Fortaleza Mura caçam, pescam e plantam frutas como abacaxi, maracujá, banana, cupuaçu, açaí. O cacique da aldeia, Ralili Almeida Carvalho, que é da etnia Mura, conta que as cestas chegaram em boa hora, pois permitem que os índios não precisem sair de onde vivem para fazer trocas de alimentos e compras na cidade.

“Aqui é bom porque na cesta vem o arroz, o feijão, o açúcar, as coisas básicas mesmo. Como a gente fica de quarentena, evita de a gente ir em aglomeração no município e até mesmo na capital. No lugar de ir à cidade comprar alguma coisa, na cesta já vem. Então, ajuda muito as famílias”, contou o cacique. “Aqui a gente se preservou, colocamos um cadeado no portão para não deixar estranho entrar. Aqui estamos com saúde, se a gente for facilitar, o vírus pode penetrar”, relatou Ralili, que perdeu um irmão vítima de Covid-19, após ir a Manaus para o casamento de uma filha.

Até agora, a Fundação Nacional do Índio (Funai) já entregou mais de 320 mil cestas a indígenas em situação de vulnerabilidade social em todo o País. O objetivo é garantir a segurança alimentar desses povos e colaborar para que eles permaneçam nas aldeias. A medida ajuda a minimizar as chances de contágio pelo novo coronavírus.

Segundo a Funai, a expectativa é alcançar, nos próximos dias, a marca de 500 mil cestas entregues, beneficiando mais de 154 mil famílias em cerca de três mil comunidades. A ação envolve recursos próprios, doações e parceria com outros órgãos do governo.

Ações de combate à pandemia

Até agora, já foram investidos R$ 23,9 milhões em ações preventivas de combate à Covid-19 voltadas aos indígenas. Além das cestas de alimentos, foram distribuídos 47,8 mil kits de higiene e limpeza. Duzentos mil Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) foram enviados a servidores da Funai. Também foi suspensa a autorização para ingresso em Terras Indígenas e atualmente a fundação participa de 217 barreiras sanitárias para impedir a entrada de não indígenas nas aldeias.

A Funai ainda ativou uma central de atendimento específica para solicitações dos povos indígenas relacionadas ao combate à Covid-19. As demandas podem ser encaminhadas para os telefones (61) 99622-7067 e (61) 99862-3573, por meio de mensagem de texto e aplicativo WhatsApp ou ainda pelo e-mail covid@funai.gov.br.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®