Ministério da Saúde já distribuiu mais de R$ 163 milhões de EPIs
Os materiais são para os profissionais de saúde de todos os estados que atuam no cuidado a pacientes
Os materiais são para os profissionais de saúde de todos os estados que atuam no cuidado a pacientes com Covid-19

13 de Julho de 2020 - 12h08
Para garantir a proteção de profissionais de saúde que atuam na linha de frente do enfrentamento à Covid-19, o Ministério da Saúde já distribuiu 163,3 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todo o País. Entre os itens estão máscaras, aventais, óculos e protetores faciais, toucas, sapatilhas, luvas e álcool. As entregas são para auxiliar e reforçar as redes de saúde dos estados e municípios no combate à pandemia da Covid-19.

“É um reforço do Governo do Brasil para que não falte equipamentos nos estados. Até agora não deixamos de atender nenhum ente federado”, explicou o secretário executivo, Elcio Franco.

Balanço

Ao todo, o Ministério da Saúde já entregou aos estados 564,2 mil litros de álcool, 3,1 milhões de aventais, 36,9 milhões de luvas, 8,6 milhões de máscaras N95, 95 milhões de máscaras cirúrgicas, 1,8 milhão de óculos de proteção, 17,1 milhões de toucas e sapatilhas, e 1,2 milhão de protetores faciais. Os materiais foram entregues para as Secretarias Estaduais de Saúde, responsáveis por definir quais os serviços de saúde vão recebê-los, a partir de um planejamento local.

As entregas levam em conta a capacidade instalada da rede de assistência em saúde pública, principalmente nos locais onde a transmissão está se dando em maior velocidade.

Equipamentos entregues aos estados

564,2 mil litros de álcool

36,9 milhões de luvas

8,6 milhões de máscaras N95

95 milhões de máscaras cirúrgicas

1,8 milhão de óculos de proteção

17,1 milhões de toucas e sapatilhas

1,2 milhão de protetores faciais

Fortalecimento do SUS

A compra de EPIs é de responsabilidade dos estados e municípios. No entanto, devido à escassez mundial desses materiais, neste cenário de emergência em saúde pública, o Ministério da Saúde utilizou o seu poder de compra para fazer as aquisições em apoio irrestrito aos gestores locais do Sistema Único de Saúde (SUS). E, assim, fortalecer a rede pública de saúde no enfrentamento à doença em todos os estados do País.

Com a gradativa normalização dos mercados, a expectativa é que os gestores locais consigam novamente abastecer seus estoques com recursos que já são repassados pelo Governo, além de recursos próprios.

Os EPIs são usados por profissionais de saúde que prestam assistência ao paciente com Covid-19, como médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, além da equipe de suporte que, eventualmente, precisar entrar no quarto, enfermaria ou área de isolamento. São de uso individual e se destinam a proteger os profissionais de possíveis riscos de contágio.

A população pode acompanhar a quantidade de EPIs distribuída a cada estado por um painel online criado pelo Ministério da Saúde. Na plataforma também é possível acompanhar a quantidade de leitos habilitados, de testes entregues, insumos e outros itens disponibilizados para cada estado. O objetivo é informar à população sobre tudo o que foi comprado, doado e distribuído para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®