Doria anuncia início da flexibilização da quarentena em São Paulo
A medida está sendo alvo de revolta popular nas redes sociais porque apresenta uma grave incoerência
A medida está sendo alvo de revolta popular nas redes sociais porque apresenta uma grave incoerência do governador João

27 de Maio de 2020 - 15h31
O governo de São Paulo anunciou, no início da tarde desta quarta-feira (27), a prorrogação da quarentena no estado por 15 dias, com flexibilizações progressivas, que serão feitas levando em conta as características de cada município.

“Estamos anunciando a retomada consciente a partir do dia primeiro de junho. A partir do dia 1º de junho, por 15 dias, manteremos a quarentena, porém, com uma retomada consciente de algumas atividades econômicas no estado de São Paulo. Ela será possível nas cidades que tiverem redução consistente do número de casos, disponibilidade de leitos em seus hospitais públicos e privados e estiverem obedecendo o distanciamento social nos ambientes públicos, além da disseminação e do uso obrigatório de máscaras”, disse o governador João Doria (PSDB), durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

O plano, denominado pelo governo como “retomada consciente”, prevê cinco etapas. As regiões serão classificadas em fases de acordo com os critérios definidos pela secretaria estadual da Saúde e pelo Comitê de Contingência para Coronavírus.

A medida está sendo alvo de revolta popular nas redes sociais porque apresenta uma grave incoerência do governador João Doria, que determinou o fechamento dos comércios e empresas quando o Estado registrava 100 mortes e agora quase três meses depois determina reabertura com Estado passando de seis mil mortes.


expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®