Brasil e China negociam área de livre-comércio na reunião Brics
Na relação com a China, pragmatismo liberal do ministro da economia Paulo Guedes prevalece
Xi Jinping, Vladimir Putin, Jair Bolsonaro, Narendra Modi e Cyril Ramaphosa na reunião do BRICS

20 de Novembro de 2019 - 16h26
Em meio às conversas dos Brics, em Brasília, Brasil e China estão negociando área de livre-comércio. Sem dar detalhes sobre as negociações, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que está buscando um alto nível de integração. “Nas suas relações com a China, o Brasil faz por pressão da realidade o que deixava de fazer por pressão ideológica. A recente viagem de Jair Bolsonaro a Pequim, e os contatos bilaterais que o presidente brasileiro mantém agora em Brasília com o colega chinês, recolocam o relacionamento entre Brasil e China nos trilhos comercias – como deve ser”.

A programação da 11ª Cúpula do Brics ocorreu até quinta-feira (14) no Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores. Na pauta da cúpula estavam temas como futuro do bloco, crise na Venezuela, crise na Bolívia, série de protestos em Hong Kong e na Caxemira, além das mudanças climáticas. O presidente Jair Bolsonaro também teve reuniões separadas com cada chefe de Estado ou de governo do bloco. Além de Bolsonaro, participaram do encontro dos Brics: Vladimir Putin, presidente da Rússia; Narendra Modi, primeiro-ministro da Índia; Xi Jinping, presidente da China e Cyril Ramaphosa, presidente da África do Sul.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®