Projeto ReNascer do Fundo Social de Barueri recupera vidas
Os bolsistas da primeira turma fizeram cursos de jardinagem e pet shop
Os bolsistas da primeira turma fizeram cursos de jardinagem e pet shop

6 de Novembro de 2019 - 10h28
Em maio de 2018 surgiu o ReNascer, cujo objetivo é oferecer oportunidades de cursos e emprego a pessoas que já estiveram em situação de rua e hoje estão abrigadas na Cáritas – Casa São Francisco de Assis. Idealizado pelo Fundo Social de Solidariedade e Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, o projeto conta com as parcerias das secretarias de Recursos Naturais e Meio Ambiente e de Serviços Municipais.

Os bolsistas da primeira turma fizeram cursos de jardinagem e pet shop. A segunda turma começou em fevereiro deste ano com 26 pessoas e participou de aulas de manutenção e pequenos reparos e portaria/recepção. Instituído por lei, além dos cursos, o ReNascer oferece trabalho, bolsa auxílio, vale-transporte e alimentação.

Uma nova lei, aprovada em maio de 2019, possibilitou aos bolsistas que cumpriram os pré-requisitos do programa aumentar a carga horário de trabalho de 4 para 6 horas, com repasse proporcional do valor da bolsa.

Eles mudaram de vida

Laurindo Miranda, integrante da primeira turma do programa, dedicou-se muito. Seus maiores sonhos estão relacionados ao aprendizado. “Depois de 50 anos sem pisar numa escola, fiz a prova do ENCCEJA do Ensino Fundamental e já peguei o certificado. Em agosto, fiz outro teste para o Ensino Médio e aguardo o resultado.”

Em setembro, Miranda mudou-se para uma casa alugada e pretende morar com uma companheira. “Tudo isso eu devo a esse projeto maravilhoso. Agarrei. Estou firme. Comecei a trabalhar como auxiliar de veterinário e, neste ano, fiz curso de portaria e recepção.”

Aos 65 anos, ele declara que foi no ReNascer que tudo começou. “Me deu a esperança de um novo recomeço de vida. Minha perspectiva é continuar os estudos. Pretendo este ano fazer um curso de panificação, um ramo que gosto muito, pois comecei a trabalhar numa padaria. Minha expectativa é crescer ainda mais e chegar aos 95% do objetivo que eu quero, que é uma transformação de vida, de caráter. Eu não tinha mais esperança, sabia que o ReNascer era minha última chance. Não quero me separar desse projeto. Para quem estava na rua e hoje tem sua casa, um teto, posso dizer verdadeiramente que sou um morador de Barueri e um contribuinte.”

Já Osvaldo Conceição de Jesus recuperou sua família. Ele morou um ano na Cáritas e quando surgiu a oportunidade do ReNascer, fez o curso de jardinagem e recentemente o de pequenos reparos. Hoje, aos 65 anos, já deu entrada em sua aposentadoria, mas diz que sustenta sua filha com o salário do programa.

“Saí da Cáritas e aluguei um cômodo. Depois de um mês, o Conselho Tutelar de Osasco pediu que minha filha de 15 anos viesse morar comigo. Aluguei uma casa maior e estou com ela.” Osvaldo é só gratidão ao ReNascer. “Nunca canso de agradecer por este lindo programa que mudou minha vida. Hoje trabalho com muito orgulho no Centro Comunitário Jaraguá-Mirim e faço questão de ajudar em tudo.”



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®