Andrés diz que Corinthians tentará fazer novo acordo com a Caixa
Banco estatal cobra R$ 536 milhões do clube pelo financiamento das obras da Arena
Banco estatal cobra R$ 536 milhões do clube pelo financiamento das obras da Arena

1 de Outubro de 2019 - 09h59
Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez disse, em esclarecimento aos conselheiros do clube, que tentará um novo acordo com a Caixa. O banco estatal cobra pelo financiamento da Arena, em Itaquera.

A reunião extraordinária do Conselho Deliberativo aconteceu na noite desta segunda-feira, no Parque São Jorge. Nela, Andrés disse que vai iniciar os trâmites para tentar resolver de vez o imbróglio judicial com o banco estatal. Ainda não há nada formalizado.

Há um encontro entre representantes do clube e do Caixa previsto para terça-feira, em Brasília. O mandatário não deve estar presente. Recentemente, o presidente disse que só existiria um acordo "do jeito que o Corinthians quer".

A Caixa emprestou R$ 400 milhões para a construção do estádio. Pelas contas do Corinthians, já foram pagos R$ 170 milhões. Com juros e correções, ainda segundo o clube, o valor atual da dívida é de R$ 487 milhões. Já a Caixa pede no processo de execução, com multa, R$ 536 milhões.

De acordo com documentos apresentados pela Caixa à Justiça, o clube deve seis parcelas deste ano do pagamento mensal que fazia ao banco estatal. Apenas duas parcelas foram pagas (janeiro e fevereiro). O caso está na 24ª Vara Federal Cível de São Paulo.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®