Moro recebe os familiares de vítimas da tragédia da Chape
O ministro Moro admitiu ser um caso complexo, mas se comprometeu a levar a situação ao presidente
Durante o encontro, que durou cerca de 1h30, o ministro Sérgio Moro ouviu uma explicação detalhada sobre a situação

22 de Agosto de 2019 - 15h38
Segue a busca dos familiares das vítimas da tragédia da Chapecoense por justiça. Perto de completar três anos do acidente com o voo que deixou 71 mortos, parentes e amigos ainda lutam por responsabilização dos envolvidos e o pagamento das indenizações. Nesta terça-feira (20), acompanhados de parlamentares, representantes da Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas (AFAV-C) foram recebidos pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, em Brasília. Eles buscam apoio do governo federal para o caso e deixaram o encontro com a promessa de que a situação será levada ao presidente Jair Bolsonaro e ao Ministério das Relações Exteriores.

Durante o encontro, que durou cerca de 1h30, o ministro Sérgio Moro ouviu uma explicação detalhada sobre a situação. Segundo dados levantados pela Associação, houve negligência por parte dos governos da Bolívia e da Colômbia ao permitirem o voo da Lamia sem a cobertura da apólice de seguro exigida de US$ 300 milhões de dólares. Com isso, os familiares estão tendo dificuldades para receber as indenizações. O ministro Moro admitiu ser um caso complexo, mas se comprometeu a levar a situação ao presidente Jair Bolsonaro e também acionar o ministério das Relações Exteriores, por se tratar de uma questão que envolve outros países.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®