Tiroteio mata 4 e deixa 15 feridos em feira gastronômica nos EUA
O policial também informou que agentes localizaram o suposto autor dos disparos e atiraram contra ele
O policial também informou que agentes localizaram o suposto autor dos disparos e atiraram contra ele

29 de Julho de 2019 - 16h34
Um tiroteio em uma feira gastronômica na Califórnia, Estados Unidos, deixou quatro mortos, incluindo o atirador, e pelo menos 15 feridos neste domingo (28). De acordo com o chefe da polícia local, Scott Smithee, o ataque aconteceu por volta das 17h41 (21h41 em Brasília), quando uma pessoa abriu fogo com um rifle contra vários dos participantes do Festival do Alho (Gilroy Garlic Festival).

O policial também informou que agentes localizaram o suposto autor dos disparos e atiraram contra ele “em menos de um minuto”. A possibilidade de mais de um pessoa estar envolvida no tiroteio também é estudada. “Acreditamos, com base nas declarações de testemunhas, que uma segunda pessoa esteve envolvida, mas não sabemos até que ponto”, afirmou Simthee. Segundo ele, não está claro se este suspeito estava armado ou se apenas dava suporte ao atirador.

O policial contou que, aparentemente, o suspeito entrou na feira utilizando uma ferramenta para abrir portões. Uma vez dentro, usou um tipo de fuzil. A feira contava com um forte esquema de segurança, incluindo detectores de metais e a revista dos pertences de visitantes, explicou o chefe de polícia.

Nas imagens do canal de notícias NBC, pessoas aparecem correndo enquanto tiros são ouvidos. A emissora falou com uma testemunha, Julissa Contreras, que afirmou que um homem branco na faixa dos 30 anos havia aberto fogo com um fuzil. “Eu o vi atirando em todas as direções. Ele não estava mirando em ninguém especificamente. Estava indo da esquerda para a direita e da direita para a esquerda”, disse ela.

“Os corações do Departamento de Polícia de Gilroy e toda a comunidade estão com as vítimas do tiroteio de hoje na feira Garlic”, escreveu a polícia no Twitter. Na mesma rede social, o presidente dos EUA, Donald Trump, lamentou o ataque.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, qualificou o episódio como “nada menos que terrível”. A senadora democrata Kamala Harris afirmou que os EUA têm “uma epidemia de violência armada que não pode ser tolerada”.

A feira de gastronomia Garlic de Gilroy inclui apresentações de grupos musicais e competições culinárias, além de lugares para comer e beber. Cada ano recebe cerca de 100 mil pessoas nos três dias de evento, segundo os organizadores.

*Com informações das Agências EFE e Estado



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®