Com R$ 14,3 milhões, HMC não sabe quantos médicos contratou
No Portal da Transparência de Cajamar verificou-se um expressivo aumento no valor total do contrato
Com R$ 3,2 milhões a mais de investimento, HMC continua com problemas de atendimento

6 de Julho de 2019 - 12h05
O novo prefeito de Cajamar, Danilo Joan (PSD), passou a gestão do Hospital Municipal ‘Enfermeiro Antônio Policarpo de Oliveira’ para Organização Social em Saúde CEJAM (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim). O contrato de R$ 14,3 milhões foi assinado em caráter emergencial no dia 07 de junho, por um período de 180 dias, com dispensa de licitação. Segundo a Prefeitura, o valor elevado se deve ao fato da ampliação do volume de atendimento.

Questionada sobre quantos médicos, enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem serão contratados para trabalhar no Hospital, a assessoria de imprensa da atual gestão respondeu: “Ainda não estão definidos estes números”. Portanto, a atual gestão da Prefeitura de Cajamar contratou uma nova empresa para administrar o HMC pagando R$ 3,2 milhões a mais do que o antigo contrato e não sabe informar quantos médicos e profissionais serão contratados, sendo que a empresa está operando o Hospital desde 07 de junho!

Aumento de Preço

No Portal da Transparência de Cajamar verificou-se um expressivo aumento no valor total do contrato de gestão do HMC, em comparação aos anteriores. Em junho de 2018, na gestão da INSAUDE (ex-prefeita Dalete Oliveira), o valor do contrato era de R$ 11.312.502,00. Em dezembro de 2018, na administração da ISSRV (ex-prefeito interino Eurico Missé), o custo era menor ainda R$ 11.139.330,00. Agora em junho de 2019, na gestão CEJAM (prefeito Danilo Joan), o preço disparou para R$ 14.386.411,38, um aumento de R$ 3,2 milhões.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®