João Doria trabalha para manter o GP de Fórmula 1 em SP
Capital recebe o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 desde 1972 e tem contrato até 2020
Doria disse ainda que respeita o desejo legítimo do Rio de Janeiro de querer levar o GP Brasil para a cidade

28 de Junho de 2019 - 00h41
O Governador de São Paulo, João Doria (PSDB), se reuniu nesta terça-feira (25), no Palácio dos Bandeirantes, com o CEO Mundial da Fórmula 1, Chase Carey, com objetivo de manter o Grande Prêmio do Brasil na Capital. O Prefeito de São Paulo, Bruno Covas, também participou do encontro ao lado de secretários estaduais e municipais.

“Com o enorme prazer recebemos a visita do novo CEO Mundial da Fórmula 1, um esporte que o Brasil adotou desde a década de 70. Atividade que produziu grandes campeões mundiais, como Emerson Fittipaldi, José Carlos Pace, Nelson Piquet, Ayrton Senna, sem contar jovens pilotos que participaram do Grand Prix de Fórmula 1, em Interlagos e nos outros 20 Grand Prix pelo mundo afora. O Brasil tem uma enorme pressão na Fórmula 1 e Interlagos tem uma tradição e, ao longo desses quase 40 anos, apenas três não foram realizados no Autódromo Internacional de Interlagos”, afirmou o Governador.

Doria disse ainda que respeita o desejo legítimo do Rio de Janeiro de querer levar o GP Brasil para a cidade, mas lembrou que São Paulo está mais estruturada para atender às necessidades dos turistas que desembarcam na capital. “Eu acho que a presença do Governador de São Paulo, junto com o Prefeito e seus principais executivos, demonstra o interesse a apoio de João Doria. Nós fizemos, nos últimos anos, um belíssimo Grande Prêmio. Pretendemos continuar fazendo grandes eventos”, falou Tamas Rohonyi.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®