Manifestos pró-Bolsonaro levaram milhões de brasileiros às ruas
Manifestantes vestiam as cores do Brasil e carregavam cartazes em defesa da reforma da Previdência
Manifestantes vestiam as cores do Brasil e carregavam cartazes em defesa da reforma da Previdência

27 de Maio de 2019 - 10h28
Apoiadores do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) se concentraram na Avenida Paulista, região central de São Paulo, em manifestação de apoio ao governo federal. Por volta das 14h, manifestantes se reuniam em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) e circularam por entre seis e oito quarteirões. Diversas cidades do interior do estado também registram atos, como São José do Rio Preto, Campinas, Ribeirão Preto e Bauru.

Alguns manifestantes vestiam as cores do Brasil e carregavam cartazes em defesa da reforma da Previdência, da MP 870, que reorganiza os ministérios, do pacote anticrime e da CPI da Lava Toga. Aproximadamente, cinco carros de som foram levados para o ato.

Deputados do PSL participam de ato

Deputados do PSL se reuniram no carro do movimento Nas Ruas, ao lado do Museu de Arte de São Paulo (Masp). A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse que vê as pautas da manifestação "migraram" para a agenda dos deputados. Também no carro do "Nas Ruas", o deputado federal Filipe Barros (PSL-SP) disse que a pauta oficial é a reforma da Previdência, mas não tem como controlar os mais radicais. O senador Major Olímpio, líder do PSL no Senado, também está na manifestação.

Outros atos pelo país

Manifestantes foram às ruas com cartazes, roupas em cores verde e amarelo e bandeiras do Brasil. No Distrito Federal, por exemplo, havia trios elétricos. A polícia contabilizou 20 mil participantes. A maior parte dos apoiadores pedem aprovação da reforma da Previdência e do projeto anticrime e anticorrupção do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, usou as redes sociais para elogiar as manifestações pró-governo Bolsonaro deste domingo, 26. “Festa da democracia”, escreveu em sua conta no Twitter, ressaltando que não houve pautas autoritárias, como o fechamento do Congresso e do Supremo Tribunal Federal. “Povo na rua é democracia. Com povo e Congresso, avançaremos. Gratidão”, escreveu.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou no final da tarde deste domingo, 26, por meio do Twitter, que a grande maioria dos manifestantes foi às ruas durante o dia pelo país “com pautas legítimas e democráticas”.

“Há alguns dias atrás, fui claro ao dizer que quem estivesse pedindo o fechamento do Congresso ou STF hoje estaria na manifestação errada. A população mostrou isso. Sua grande maioria foi às ruas com pautas legítimas e democráticas, mas há quem ainda insista em distorcer os fatos”, afirmou sem especificar a quem estava se referindo.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®