Experimentar para explicar
Uma pessoa pode ser intelectualmente brilhante, mas espiritualmente ignorante
Uma pessoa pode ser intelectualmente brilhante, mas espiritualmente ignorante

16 de Maio de 2019 - 19h13
Sabeis, na verdade, discernir o aspecto do céu e não podeis discernir os sinais dos tempos? (Mateus 16:3). As coisas de Deus não podem ser descobertas pela razão. Essa é a verdade que muitos homens de grande talento se negaram a reconhecer. Na ciência, Charles Darwin e Stephen Hawking; na filosofia, Arthur Schopenhauer e Friedrich Nietzsche; ou psicanalistas como Sigmund Freud, para citar alguns exemplos. Capazes e preparados em seus ramos de atividade, decidiram usar seu conhecimento para negar a existência de Deus ou para diminuir a importância do Criador.

Alguns se basearam nos valores e ensinamentos religiosos que receberam para construir um conceito distorcido de Deus. Nunca experimentaram ir à Bíblia com humildade e ao Senhor com sinceridade. Sobre esse tipo de pessoas, alguém comentou: “Se você não crê em Deus, primeiro me diga que deus é esse, pois eu posso também não crer nele como você”.

Ser profundo em questões técnicas, profissionais, acadêmicas ou científicas não garante a capacidade de entender as coisas espirituais. Afinal, as coisas de Deus se discernem espiritualmente (1 Co 2:14). Sem viver com Jesus e entregar o coração a Ele, uma pessoa pode teorizar, desenvolver conceitos e ideias próprias, mas fala daquilo que não entende.

Muitos até são capazes de descrever a ciência dos céus, mas não conseguem reconhecer os sinais dos tempos. Billy Graham dizia: “Uma pessoa pode ser intelectualmente brilhante, mas espiritualmente ignorante”. Lucidez e sabedoria espiritual não vêm dos livros, mas da experiência com o Senhor.

Há outra lista de cientistas destacados que não tentaram explicar a Deus, mas decidiram experimentá-Lo e passaram a crer Nele. Não viram nenhuma incompatibilidade entre fé e ciência. Joannes Kepler, Blaise Pascal, Samuel Morse, Nikola Tesla, Louis Pasteur, Galileu Galilei e Isaac Newton são alguns exemplos. Eles foram profundos não apenas na ciência, mas também na Palavra.

Com isso, aprenderam a discernir tanto os céus quanto os sinais dos tempos. Foram homens completos não apenas nos temas científicos e acadêmicos, mas também nas questões espirituais. Não tenha medo de desenvolver toda sua capacidade intelectual. Se você buscar em primeiro lugar a Deus, conhecimento e fé andarão sempre de mãos dadas em sua vida. “Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas” (Mateus 6:33).



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®