Barueri aprova Lei que prioriza filhos de vítimas de violência
Mulheres vítimas de violência estão em situação vulnerável
Para o vereador Allan Miranda (PSDB), autor do projeto, mulheres vítimas de violência estão em situação vulnerável

10 de Maio de 2019 - 12h50
O Plenário da Câmara Municipal de Barueri aprovou o Projeto de Lei 022/2019, que concede a filhos de mulher que sofre violência doméstica prioridade de matrícula na rede pública municipal de Educação. O texto faz referência à Lei Federal nº 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, que prevê prioridade em creches e escolas de educação infantil.

Já a legislação municipal aprovada pelos vereadores estende o benefício também à matrícula ou transferência dos dependentes da vítima em instituição de educação básica mais próxima de seu domicílio.

A comprovação dessa situação de violência será por meio da apresentação do boletim de ocorrência ou do processo de violência doméstica e familiar em curso. Para o vereador Allan Miranda (PSDB), autor do projeto, mulheres vítimas de violência estão em situação vulnerável e necessitam de proteção.

“Muitas vezes elas precisam se afastar do agressor e têm de procurar um trabalho em outra localidade, além de enfrentar o problema de encontrar vaga na escola para os filhos”, disse.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®