Os sete “nãos” da vitória
“Não enfrente o inimigo com lógica ou argumentação. Ele sabe como derrubar seus argumentos"
“Não enfrente o inimigo com lógica ou argumentação. Ele sabe como derrubar seus argumentos e distorcer sua lógica”

17 de Janeiro de 2019 - 17h25
E logo o Espírito O impeliu para o deserto, onde permaneceu quarenta dias, sendo tentado por Satanás; estava com as feras, mas os anjos O serviam (Marcos 1:12, 13). No deserto da tentação, o inimigo usou suas melhores estratégias, mas Cristo foi o vencedor. Naquele momento, Ele rejeitou o caminho do poder e da glória e aceitou a trajetória do sofrimento e da cruz, definindo como conquistaria os seres humanos para Deus. Para que essa conquista também seja sua, apresento os sete “nãos” da vitória.

1. Não fique vulnerável. O inimigo sempre vai tentar você em seu ponto mais fraco. Cuidado, se você não quer negócio com o diabo, não vá olhar suas “vitrines”.

2. Não deixe que o apetite e o prazer dirijam suas decisões. Quando eles falam mais alto, você cai mais baixo. Aprenda a dizer não.

3. Não permita que as coisas materiais se tornem mais importantes que as espirituais. Crescimento espiritual é sempre melhor do que abundância, fartura ou prosperidade material.

4. Não coloque suas necessidades pessoais acima da Palavra de Deus. Desculpas como “eu estava passando necessidade, minha família precisa comer, meu casamento não estava bem, todos fazem isso” não justificam o pecado.

5. Não aceite interpretações parciais das Escrituras. O diabo tentou fazer isso com Jesus. Como Cristo, seja guiado pela mensagem completa e não apenas por aquilo que lhe interessa.

6. Não troque honra por poder. A glória só tem valor quando exercida dentro dos limites éticos da Palavra de Deus.

7. Não enfrente o inimigo com lógica ou argumentação. Ele sabe como derrubar seus argumentos e distorcer sua lógica. A tentação só pode ser enfrentada com profundidade na Palavra e intensidade na oração. Quando ele bater à sua porta, peça que Jesus atenda.

Lembre-se que no deserto da tentação, Cristo não estava sozinho, “pois os anjos estavam à Sua volta exatamente do modo como são comissionados por Deus para ministrar em favor dos que se encontram sob os temíveis assaltos do inimigo”. Se você também estiver no meio das feras da tentação, saiba que estará protegido pelos anjos e terá a seu lado o Sumo Sacerdote que foi “tentado em todas as coisas” (Hebreus 4:15) e Se tornou vitorioso para vencer em sua vida.

E nunca se esqueça que na maioria das vezes o segredo de resistir o mal é se desviando dele: Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal (Jó 1:1).



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®