Alckmin descarta aliança com o PT de Lula, Dilma e Haddad
Alckmin rejeitou aliança com PT no segundo turno
Alckmin rejeitou aliança com PT no segundo turno

21 de Setembro de 2018 - 22h06
O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, descartou nesta quarta-feira (19) uma eventual aliança com o PT em um possível segundo turno da corrida presidencial e responsabilizou o partido do presidenciável Fernando Haddad, vice-líder da disputa atrás de Jair Bolsonaro, pelo alto desemprego.

"Não existe a menor chance de aliança com o PT", escreveu Alckmin em sua conta no Twitter. "Vou disputar e vencer o segundo turno, para recuperar os empregos que eles destruíram saqueando o Brasil. Jamais terão meu apoio para voltar à cena do crime. Seus apoiadores são aqueles que acampam em frente a uma penitenciária", acrescentou o tucano na rede social. Ele se referia aos militantes acampados nos arredores da sede da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso desde abril cumprindo pena de 12 anos por corrupção e lavagem de dinheiro.



Deixe seu comentário



expediente|circulação|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®