Brasil perdeu! E agora?
“Nossa negligência em defender a verdade, quando podemos fazê-lo, é tão pecado quanto incentivar erro"
“Nossa negligência em defender a verdade, quando podemos fazê-lo, é tão pecado quanto incentivar o erro”.

13 de Julho de 2018 - 18h32
Por três semanas venho descrevendo muitos motivos bíblicos do qual a bíblia nos ensina não ser conveniente os cristãos se envolverem com o futebol ou qualquer outro esporte de competição descontrolada. E finalizo essa semana com mais dois textos que possam nos fazer refletir sobre qual o tipo de cristianismo estamos disposto a seguir; O que nos leva pra próximo de Deus ou o que nos afasta dele? “Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á”, Mt 16:25).

“Os que cometem a porfia herdarão o Reino dos Céus”, Gl 5:20-21. A palavra grega eris, traduzida por “porfias”, significa Disputa acirrada de qualquer natureza; competição, rivalidade, lutas. Traz a ideia de alguém que disputa contra outra pessoa com a finalidade de conseguir alguma coisa, como posição, promoção, bens, honra reconhecimento. É a rivalidade por recompensa. Uma partida de futebol é uma disputa, uma competição, um time contra o outro, uma torcida contra a outra. Onde todos envolvidos cometem o pecado da porfia, isso é indiscutível.

É impossível torcer por um time, ou participar de uma partida sem estar praticando o pecado da porfia. Paulo cita a Porfia, na lista das obras da carne (Gl 5:20), e conclui dizendo que os que praticam a porfia não herdarão o Reino dos Céus (Gl 5:21). Portanto, fica claro que o futebol é incompatível com a fé crista. “Os que praticam o pecado da ira não herdarão o Reino dos Céus” (Gl 5.20-21) - A palavra grega thumoi, traduzida por “iras”, significa arder em ira ou ter indignação. Trata-se de um temperamento violento e explosivo, presente em pessoas que estouram por qualquer motivo e manifestam destempero emocional.

A palavra thumoi não é tanto um ódio que perdura quanto uma cólera que se inflama e se apaga no momento. Sempre são vistos jogadores brigando entre si, juízes sendo difamados, torcidas brigando causando até mortes. Na verdade é quase impossível uma pessoa se envolver com o futebol e não se enquadrar em algum desses argumentos que foram citados. Diante desses argumentos só me resta dizer que temos mais motivos para abandonar o futebol do que se envolver com ele.

E podemos concluir que o futebol leva o cristão a ter atitudes incompatíveis com a fé cristã, por isso, ele é incompatível com a fé cristã. Devendo ser rejeitado pela igreja atual assim como foi rejeitado pelas igrejas antigas. Os apostatas são os mais ricos despojos que satanás leva consigo. Ele irá dependura-los no inferno como seu troféu de triunfo. “Não se opor ao erro é aprová-lo, e não defender a verdade é suprimi-la; e a nossa negligência em defender a verdade, quando podemos fazê-lo, é tão pecado quanto incentivar o erro”, Lutero.



expediente|quem somos|fale conosco|política de privacidade





© 2017 News Oeste - Todos os Direitos Reservados ®